top of page
Buscar
  • Foto do escritorRicardo Bernardo

BULLET FOR MY VALENTINE – 03/12/2022 Audio

Atualizado: 16 de set. de 2022

BULLET FOR MY VALENTINE – São Paulo (SP)

Áudio – 03 de setembro de 2022


Por Ricardo Bernardo

Fotos: Gustavo Diakov @xchicanox


A banda galesa Bullet for My Valentine (BFMV) é uma velha conhecida do público brasileiro. Formados em 1998, já é a quinta vez no Brasil. Desta vez vieram para tocar no Rock In Rio e aproveitaram a viagem para passar por São Paulo.



A mistura de Metalcore, Thrash Metal e Nu Metal é muito apreciado pelo seu público que compareceu em peso lotando a Áudio, mesmo sendo um sábado frio e chuvoso na capital paulista.

Não teve nenhuma banda de abertura para ir esquentando a galera, mas acabou não precisando. Inclusive gostaria de fazer uma menção honrosa ao responsável por escolher as músicas ambiente da Áudio. Dias atrás, no show dos Cavalera para o Roots, ele escolheu uma seleção de peso com Kreator, Metallica, Megadeth dentre outros. Neste show do BFMV ele mandou Limp Bizkit, Linkin Park, System of a Down, Papa Roach, Avenged Sevenfold e Pantera. Fazendo a alegria dos presentes. Talvez uma banda de abertura não tivesse o mesmo efeito.




Após as luzes se apagarem começou a introdução de Your Betrayal com o baterista Jason Bowld marcando o começo da música já para alegria e empolgação do público. Estrategicamente ele estendeu o início para a entrada do vocalista e guitarrista Matthew Tuck, o guitarrista Michael “Padge” Padget e o baixista Jamie Mathias. Com toda banda a postos, foi dada continuidade a música e na pista todos cantavam juntos e algumas rodas já se abriam. A banda nem precisou pedir.


Sem falar com o público emendaram com Waking The Demon. Esta música possui uma dinâmica interessante, pois começa com um thrash metal onde a galera abriu várias rodas e um empurra-empurra generalizado, quando na metade da música entra um refrão que parece música de acampamento com todo mundo se abraçando e cantando junto. Inclusive esta é a marca registrada do BFMV.



Só então, Matthew foi conversar com o público e falar do sonho que realizou tocando no Rock In Rio. Ele anunciou que era hora de tocar material mais recente da banda mandando Pieces of Me, do álbum Gravity de 2018 e Knives, do último trabalho homônimo da banda de 2021. Estas músicas são um pouco mais cadenciadas dando uma trégua na agitação do público que pode aproveitar para apreciar o som que estava muito bem equalizado e as luzes que eram um show a parte. Acompanhando com sincronia a execução das músicas.

Last Fight deu fim ao descanso bagunçando tudo novamente, o público cantou toda a letra da música e não satisfeito, cantou até o solo, fazendo a banda se sentir prestigiada pelo momento.



Mais uma das antigas, 4 Words (to Choke Upon) veio mostrar que o público possui um carinho especial pelas músicas dos primeiros álbuns.


O coro inicial de You Want a Battle? Here’s a War fez todo mundo cantar junto e iniciar uma roda punk gigante no meio da pista.


Apresentada como uma das preferidas do vocalista, All These Things I Hate (Revolve Around Me) botou marmanjo pra chorar, como uma boa música de fim de relacionamento deve ser. Over It e Shatter dos últimos trabalhos fez a dor de corno ir embora e colocou todo mundo de novo no campo de batalha que virou a pista.


Tears Don't Fall é, sem dúvida, uma das mais aguardadas da noite. Logicamente, por ser mais uma balada pesada sobre dor de corno que todos adoramos cantar. O publicou ovacionou tanto o seu início que Matt falou rindo “Vocês realmente gostam desta merd4 né”.


Não podemos deixar de comentar os backing vocals do baixista Jamie Mathias que foram precisos por todo o set, mas que nessa músicas se destacaram pela força no gutural que ecoava por toda a casa.



Para fechar a noite mais duas das antigas Suffocating Under Words of Sorrow

do álbum The Poison e Scream Aim Fire do álbum homônimo encerrariam a noite de maneira grandiosa. Mas o público ainda queria mais.


Durante todo o set o público pedia a música “Hand of Blood” . Em alguns momentos, o vocalista até externou sua irritação pois sabia que a música não estava no setlist. Porém o público ao final de Scream Aim Fire voltou a pedir a música sem ligar para a banda que estava tentando se despedir no melhor estilo “ Estou pagando, faz o favor de me servir”. Para quem não sabe, está música estava na trilha sonora do jogo “Need For Speed: Most Wanted” e por isso ajudou a popularizar a banda por aqui.


Sem ter opção, Matt se antecipou pedindo desculpas por algum erro que viessem a cometer pois a música não tinha sido ensaiada. Tocaram para alegria e nostalgia dos presentes que só então deixaram a banda se despedir. Sem não antes, distribuírem uma grande quantidade de baquetas e palhetas.



Resumindo, a banda realizou seu sonho de tocar no Rock In Rio mas o melhor show desta passagem pelo Brasil foi o show de São Paulo. Além de ter um setlist maior, apresentou um ambiente mais intimista entre banda e público fazendo a noite memorável para todos os presentes. Independente de críticas aos direcionamentos que a banda adota em seus álbuns, o BFMV entrega um ótimo setlist passando por todas as fases e executando suas músicas de maneira perfeita e empolgante. Fora que só o fato de atender ao pedido demonstra o quanto a banda se importa com o público. Mesmo que a banda errasse alguma coisa não iria importar. Só o ato em si já fez todo mundo se sentir especial. E foi assim que todos saíram da casa.


SETLIST:


  1. Your Betrayal

  2. Waking the Demon

  3. Piece of Me

  4. Knives

  5. The Last Fight

  6. Rainbow Veins

  7. 4 Words (To Choke Upon)

  8. You Want a Battle? Here’s a War

  9. All These Things I Hate (Revolve Around Me)

  10. Over it

  11. Shatter

  12. Tears Don’t Fall

  13. Suffocating Under Words of Sorrow (What Can I Do)

  14. Scream Aim Fire

  15. Hand of Blood ( by request)

Agradecemos a Audio pela parceria e credenciamento para o Show.

Commentaires


bottom of page