top of page
Buscar
  • Foto do escritorRicardo Bernardo

KNOTFEST Brasil 2022: no próximo domingo, dia 18, o hard rock e o metal tomam conta de São Paulo


Chegou a hora: um dos maiores festivais de hard rock e metal no mundo, que celebra um estilo de vida e a cultura do rock e do metal, o KNOTFEST chega ao Brasil pela primeira vez em no próximo domingo, com um line-up mais que especial. Além do headliner do festival, SLIPKNOT, onze outras bandas estão confirmadas para se apresentar no Sambódromo do Anhembi, dividindo-se em dois grandes palcos e 12 horas de festival.

Uma das principais atrações do evento são os britânicos do Judas Priest, considerado um dos precursores do heavy metal moderno e um dos grupos mais influentes na história do gênero. Outra atração confirmada é uma reunião histórica: o Pantera, uma das bandas de maior sucesso no metal durante os anos 90, com músicas incrivelmente marcantes e donos de uma originalidade sem precedentes. O Bring Me the Horizon, banda inglesa cuja importância cresce vertiginosamente a cada ano, estará no KNOTFEST para mostrar seu som eclético, que mistura o rock pesado a ritmos como o pop, o eletrônico e o hip-hop. Além disso, a multiplatinada Sepultura, a mais famosa, consagrada e internacional banda do gênero no país, que lançou disco novo em plena pandemia, Quadra, também estará trazendo novidades para os palcos do evento, mostrando a força do metal brasileiro.

Uma novidade será o Mr Bungle, projeto de rock experimental de Mike Patton, celebrado vocalista do Faith No More, que está de volta para se apresentar no festival após quase duas décadas de hiato. E não para por aí: o quarteto americano Trivium, considerado por muitos como o sucessor do Metallica, e, para completar o elenco, representando a nova geração do metal, outra grande novidade desta edição vai ser a banda Vended, formada pelos filhos de Clown e de Corey Taylor. Além deles, três bandas de peso da cena nacional: Oitão, Jimmy & Rats e Black Pantera!

Ainda existem alguns iIngressos para o festival em Eventim.com.br. Além da meia-entrada legal, o festival tem também um ingresso social* (*sujeito à disponibilidade) – com parte do valor do ingresso destinado à instituição beneficente Friendship Circle, que oferece às crianças e adolescentes com deficiência a oportunidade de inclusão social. Mais informações podem ser encontradas em SERVIÇO abaixo e também no site da Eventim.

Também foram disponibilizados para venda pacotes de experiências VIP*, com acessos a áreas premium e também a merchandising exclusivo. Mais informações sobre esses pacotes estão disponíveis no site da Eventim (*sujeitos à disponibilidade).

A edição brasileira do KNOTFEST é patrocinada pela AME e é a realização de uma parceria entre 30 Entertainment e 5B Artists+Media.

Clientes AME contarão com descontos exclusivos no consumo de alimentos e bebidas dentro do evento, além de melhores preços nos itens de merchandising dentro da loja oficial no local.

OS HORÁRIOS DOS SHOWS

Os portões do Sambódromo do Anhembi serão abertos para o público às 10h30. Às 11 horas os shows começam com a apresentação do Black Pantera e vão durar até a noite – a última banda a se apresentar, o Slipknot, entra no palco às 21h20. Veja abaixo os horários de cada apresentação:


COMO CHEGAR AO FESTIVAL

O Sambódromo do Anhembi localiza-se na Avenida Olavo Fontoura, 1209, entre as pontes das Bandeiras e da Casa Verde, tendo como principais vias de acesso as Avenidas Olavo Fontoura e Santos Dumont, além da Marginal Tietê.

A estação de metrô mais próxima do sambódromo é a Portuguesa-Tietê, da linha azul, a apenas 20 minutos de caminhada do local. Outra opção para chegar ao local é de ônibus, em linhas como 9701-10 – Hospital Cachoeirinha/Metrô Santana, 231 – Osasco (Jardim Elvira)/São Paulo e outros que passem pela região, com paradas na Av. Olavo Fontoura ou na Rua dos Italianos. Para mais informações sobre linhas e horários de ônibus e metrô em São Paulo, acesse o site da SPTrans.

O estacionamento Distrito Anhembi estará funcionando no Portão 38, a Avenida Olavo Fontoura.

O QUE PODE E O QUE NÃO PODE LEVAR

A organização do festival divulgou poucos itens nas permissões. Além de objetos pessoais, que não se encaixem nos itens proibidos, estão liberados alimentos industrializados, com a embalagem lacrada originalmente, como salgadinhos e bolachas. Frutas, apenas cortadas.

A lista de itens proibidos inclui Vasilhames, copos de vidro ou qualquer outro tipo de embalagem contendo bebidas ou refrigerantes de qualquer natureza que, direta ou indiretamente, possam provocar ferimentos; Objetos de vidro, plástico ou metal como perfumes e cosméticos; Substâncias tóxicas; Fogos de artifício e de estampido; Inflamáveis em geral; Armas de fogo ou armas brancas de qualquer tipo; Hastes de selfie; Guarda-chuvas de qualquer tamanho; Papel em rolo, jornais, revistas, bandeiras e faixas com mastro; Capacetes de motos e similares; Correntes, cinturões e pingentes; Máquinas fotográficas profissionais com lente intercambiável e Filmadores.

Também não será permitida a entrada com roupas e acessórios com formatos e partes pontiagudas, que possam machucar ou causar lesões.

KNOTFEST

Mais que um grande festival, o KNOTFEST é um acontecimento, um evento que celebra um estilo de vida e a cultura do rock e do metal. A música é o pulso do KNOTFEST, uma reunião das maiores e mais pesadas bandas do mundo, um fenômeno criado pela banda de metal multiplatinada Slipknot.

Lançado em 2012, o festival se estabeleceu nos Estados Unidos e se expandiu para todo o mundo, com edições no Japão, México, Colômbia e França. Agora, o festival chegará pela primeira vez ao Brasil, com a estreia do KNOTFEST no Sambódromo do Anhembi em São Paulo, no dia 18 de dezembro de 2022.

A primeira edição brasileira do festival contará com 12 horas de música, dois grandes palcos, o KNOTFEST Museum, área de food truck, área de barbecue com churrasco sendo feito na hora, Loja de Merchandising e uma Arena Radical cheia de surpresas para todos!.

AS ATRAÇÕES DO FESTIVAL

Slipknot




Vinte e um anos atrás, nove músicos inspirados de Des Moines, Iowa, quebraram o alcance do que era possível na música rock. A partir do momento em que o Slipknot surgiu em 1999, com seu primeiro álbum homônimo, ficou claro que era como nada que o mundo tivesse visto antes, mas era tudo de que se precisava. Desde então o Slipknot só provou que um compromisso duradouro com o trabalho duro, a evolução constante, o artesanato musical e uma ligação constante com seus fãs podem permitir que uma banda de rock não apenas vá em frente, mas realmente continue a trabalhar sobre o que define heavy metal e rock em geral.

Com We Are Not Your Kind, o novo álbum do Slipknot, seu primeiro lançamento em cinco anos, a banda cumpre todas essas exigências. Enquanto isso, o festival anual KNOTFEST do Slipknot evoluiu para o maior festival hard rock e metal no mundo, expandindo-se para quatro continentes. Mais de 550.000 fãs compareceram a esses grandes festivais, que são tão culturais quanto musicais, misturando rock pesado com hip hop, world music, artes visuais, instalações sensoriais e muito mais.

Seja em suas gravações ou nas apresentações ao vivo, o Slipknot sempre permeou o mainstream e desafiou as expectativas. Recentemente, a banda fez parceria com a Amazon Studios para uma campanha publicitária de seu sucesso “The Boys”, e lançaram ainda o Slipknot No. 9 Whisky, com uma parceria com Cedar Ridge Distillery (American Distilling Institute “2017 Distiller of the Year”).

Judas Priest



Existem poucas bandas de heavy metal que conseguiram escalar as alturas que o Judas Priest alcançou durante seus mais de 50 anos de carreira. Sua presença e influência permanecem no máximo como pode ser atestado por sua biografia nos últimos anos – vencedor do VH1 Rock Honors em 2006, um Grammy em 2010 de ‘Melhor Performance de Metal’ , uma indicação ao Rock and Roll Hall of Fame em 2017 e o álbum Firepower de 2018 sendo o mais bem-sucedido de sua carreira.

O Judas Priest foi formado originalmente em 1969 em Birmingham, Inglaterra, com Rob Halford, Glenn Tipton, K.K. Downing e Ian Hill (junto com vários bateristas diferentes ao longo dos anos) e mudariam a face do heavy metal. Depois dos primeiro álbuns veio um quarteto de discos que separou Priest do resto do hard rockSin After Sin de 1977, Stained Class de 1978, Hell Bent for Leather e Unleashed in the East de 1979. O Priest foi uma das primeiras bandas de metal a usar exclusivamente couro e tachas – um visual que começou durante essa época e que acabaria sendo adotado por metal heads em todo o mundo.

Nos anos seguintes o Priest lançou álbums clássicos e se tornou uma estrela global com apresentações espetaculares em alguns dos maiores festivais do mundo. Em 2011, Downing anunciou que estava saindo da banda e o Judas Priest decidiu continuar, recrutando o recém-chegado Richie Faulkner na guitarra. A mudança parece ter revigorado a banda – em 2014, Redeemer of Souls resultou na melhor colocação nas paradas de toda a carreira do Priest nos EUA. Uma grande turnê estava prevista para a comemoração dos 50 anos em 2020, mas o que veio todo mundo sabe. Esse ano, o Priest volta à estrada e as comemorações continuam.



Comentários


bottom of page