top of page
Buscar
  • Daniel Molina

Pantera Hell & Heaven Metal Fest - 02/12/2022

21 anos!

Esse foi o tempo que muitos esperaram para ver o Pantera, bem, pelo menos parte dele, nos palcos novamente.



A sensação de “nostalgia” podia ser cortada com um faca no Foro Pegaso. Pessoas vindas de vários cantos, algumas até do próprio Estados Unidos para testemunhar o primeiro show dessa reunião que, até no decorrer do show, causou debate dentre os fãs do estilo.


Tributo? Legado? Reunião? Caçando Niquel? Seja qual for o nome que você tenha lido, ouvido ou pensado, estava ali, prestes a acontecer.


Depois de duas intros, uma até apropriada em homenagem aos irmãos Abbot, cai a bandeira e a galera vai ao delírio com a banda chutando tudo com “A New Level”. O que se vê ao redor é uma coisa assustadora, as luzes das telas dos celulares chegam até a atrapalhar quem está longe e tenta ter uma melhor visão do palco. A banda continua a despejar mais clássicos e a plateia, ao invés de se animar e começar a agitar, se vê mais disposta a continuar filmando tudo. Seria por conta da emoção de ser o primeiríssimo show dessa tour ou esse é um grande alerta desse, não tão novo, sinal dos tempos?


De volta ao que interessa. Temos aqui um Phil Anselmo com uma melhor perfomance que estava fazendo quando do “fim da banda”, dois monstros e amigos íntimos dando o melhor ao substituir Dime e Vinnie para que os fãs curtissem tudo, mas as luzes dos ecrãs ainda prevaleciam. Apesar de tudo isso a banda fez o seu trabalho. E fez muito bem feito. Sem embelezar demais e sem tentar mudar nada, Charlie e Zakk fizeram tudo a risca para deixar os falecidos amigos orgulhosos. Todos sabemos que Dime adorava aprontar no palco e improvisar algumas coisas com seu irmão, mas estamos presenciando algo em homenagem a eles. E foi o que todos que estavam ali receberam.


Esse foi o primeiro show de uma tour que ainda vai rodar por vários cantos, talvez os músicos se sintam mais a vontade para entrarem no “clima Pantera”, ou talvez continuem assim, tocando redondinho, nota por nota para que os fãs aproveitem tudo. Uma coisa é certa, se você está pretendendo ir nos shows para tentar ver a loucura que a banda fazia nos anos 90? Esqueçam. Talvez nem com os próprios irmãos vivos a peripécias seriam as mesmas ainda nos palco. Agora, se você tem a intenção de ver um tributo que quer honrar o legado dos Abbot e satisfazer alguns fãs novos, e até os mais velhos de guerra, que não tiveram a chance de ver a banda em nenhuma de suas passagens pelo Brasil, corram pegar seus ingressos, porque o trabalho dos homens estão muito bem feito.


01- "A New Level"

02 - "Mouth For War"

03 - "Strength Beyond Strength"

04 - "Becoming"

05 - "I'm Broken"

06 - "Use My Third Arm"

07 - "Drag The Waters"

08 - "This Love"

09 - "Yesterday Don't Mean Shit"

10 - "Fucking Hostile"

11 - "Planet Caravan" (cover do Black Sabbath)

12 - "5 Minutes Alone"

13 - "Walk"

14 - "Cowboys From Hell"

15 - "Domination / Hollow"





Comentários


bottom of page